Encontros de relacionamento: Ancelmo Gois e o Cadeg – lacomunica
Pesquisar
Encontros de relacionamento: Ancelmo Gois e o Cadeg – lacomunica
fade
29812
single,single-post,postid-29812,single-format-standard,eltd-core-1.1.1,averly-ver-1.4,eltd-smooth-scroll,eltd-smooth-page-transitions,eltd-mimic-ajax,eltd-grid-1200,eltd-blog-installed,eltd-main-style1,eltd-disable-fullscreen-menu-opener,eltd-header-standard,eltd-sticky-header-on-scroll-down-up,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-dropdown-default,eltd-,eltd-fullscreen-search eltd-search-fade,eltd-disable-sidemenu-area-opener,wpb-js-composer js-comp-ver-5.3,vc_responsive

Blog

Ancelmo3

Encontros de relacionamento: Ancelmo Gois e o Cadeg

Algumas vezes, e-mail, whatsapp e telefone não são suficientes para passar a imagem de um cliente em uma sugestão de nota, dia a dia de quem faz assessoria de imprensa. Ainda mais quando este cliente tem alma, como é o caso do Cadeg, o Centro de Abastecimento da Guanabara, que em 2012 recebeu o título de Mercado Municipal do Rio de Janeiro.

Gravado na memória afetiva de cariocas e jornalistas – muitos dos quais já aplacaram a fome dos plantões da madrugada com o generoso bifão do Poleiro do Galeto –, o Cadeg é aquele cliente que dá gosto de trabalhar, mas nem por isso, deixa de ter crises (outra expertise de quem lida com assessoria) que precisamos gerenciar.

O nome Cadeg já colou, aliás “A” Cadeg é mais comum (com o artigo feminino) do que no masculino, como estamos sempre corrigindo para quem tem esta dúvida, já que o nome correto é centro de abastecimento. Passar para a opinião pública a informação de que o Cadeg é o Mercado do Rio aumenta ainda mais a necessidade de uma comunicação eficiente, e para isso, convidar os formadores de opinião para conhecer o lugar – encontro de relacionamento, como definimos em RP -, pode ser a melhor solução.

Este mês, tivemos a oportunidade de receber no Cadeg o colunista mais influente do jornalismo carioca, Ancelmo Gois, justamente com esta visão de apresentar a imagem do nosso cliente da melhor maneira – não apenas por meio de um texto frio de release, foto, ou vídeo -, mas ao vivo, para conhecer um lugar que tem história, seus cheiros, sua diversidade de cores, produtos e pessoas. “Sempre achei que os mercados são a porta de entrada para conhecer uma cidade no seu aspecto humano, sua gente, seus chiados, como se comunicam, se comportam”, comentou o colunista.

No entanto, em mais de uma ocasião, a coluna do Ancelmo publicou que o Rio precisava de um mercadão, não dando a entender que o Cadeg é de fato o Mercado Oficial do Rio. A notícia, publicada desta forma, deixava a diretoria do Cadeg intrigada, porém, nunca houve uma comunicação fluida entre o jornalista e a fonte da notícia.

O “impasse” foi resolvido com uma visita que aconteceu na última semana. Convidamos o querido Ancelmo para conhecer o Cadeg, que depois de um tour pelas galerias e avenida principal (batizada por ele mesmo de “boulevard”), se disse impactado e emocionado com o que viu. Depois da visita, o colunista se convenceu de que o Rio tem o seu Mercado, e que este lugar é o Cadeg. E quem ganha somos todos nós, que vamos contar com a informação mais precisa sobre um lugar que também é patrimônio imaterial da cultura carioca.

Ancelmo2 Ancelmo

 

 

 

 

 

 

 

 

No Comments

Leave a Comment